TeenPatti

Após 42 anos de história, o Volkswagen Gol deve deixar de ser produzido em 2022. O hatch, inclusive, pode ganhar uma versão de despedida.

Em homenagem ao compacto, a Zapay, startup especializada no pagamento e de débitos veiculares, fez uma lista com os detalhes de todos os modelos do Gol.

Lançado em 1980, o Gol tinha como objetivo suceder o Fusca. O nome do modelo, óbvio, teve inspiração no futebol.

O veículo alcançou o posto de carro mais vendido do Brasil por 27 anos consecutivos, de 1987 a 2014.

Ao todo, o veículo já teve mais de 8,6 milhões de unidades fabricadas no Brasil, sem contabilizar os modelos derivados da família Gol, que são a perua Parati, o sedã Voyage e a picape Saveiro.

“Com mais de quatro décadas de história e milhões de unidades vendidas, o Gol é um carro muito ligado ao aspecto emocional dos brasileiros. Quem não se lembra de alguma história ou momento marcante com a família já vivido a bordo de um Gol?”, diz o especialista em automóveis da Zapay, Gustavo de Sá, em nota divulgada.

+ Volkswagen Gol tem o 2º seguro mais barato; veja o ranking e valores
+ Volkswagen Gol segue como carro 0 km mais vendido; veja o ranking
+ VW Gol é o carro mais roubado em São Paulo em 2022; confira o ranking
+ Volkswagen prepara o novo Polo Track, substituto do Gol

VW Gol G1

A primeira versão do Gol, de 1980, tinha motor refrigerado a ar e câmbio de quatro marchas.

Em 1981, o hatch ganhou motor 1.6, também refrigerado a ar, e depois o modelo passou a vir com motores 1.6 e 1.8 com refrigeração líquida.

Primeiro Gol GT, com motorização 1,8 litro – Foto: Divulgação/Volkswagen

Em 1989, o Gol GTi estreou como o primeiro carro nacional com injeção eletrônica.

VW Gol G2

“O Gol G2 é o modelo que todo mundo conhece como Gol Bolinha e que marcou o fim das formas quadradas do carro e é a primeira grande transformação do Gol. Com a nova carroceria lançada em 1994, a proposta era imprimir ao modelo um ar de sofisticação e maior qualidade construtiva. Primeiro ele foi lançado com duas portas e a segunda geração trouxe a opção de quatro portas, que foi lançada em 1998”, relembra Gustavo.

VW Gol G3

Gol G3 – Foto: Divulgação/Volkswagen

O Volkswagen Gol G3 surgiu em 1999 como uma atualização em relação ao G2.

“O G3 trouxe faróis e lanternas mais retilíneos, grade ampliada e interior completamente redesenhado. O carro tinha um painel inspirado no Golf. E vale lembrar também que foi nesta linhagem que o Gol se tornou o precursor da tecnologia flex, lançada em 2003 na versão com motor 1.6 Total Flex”.

VW Gol G4 e G5

O especialista afirma ainda que o VW Gol G4, apresentado em 2005, ficou marcado pela simplicidade na comparação com o anterior, tanto em design, quanto em acabamento interno e qualidade construtiva.

As linhas retilíneas do G3 foram substituídas por traços mais arredondados para faróis e lanternas.

Na cabine, o quadro de instrumentos com conta-giros e velocímetro tradicionais (lado a lado) foi substituído pela mesma peça utilizada no Fox, mais simples e com tacômetro diminuto.

Gol G4 – Doto: Divulgação/Volkswagen

Após anos sem mudanças profundas, o Gol G5 marcou a maior transformação do compacto. Chegou ao mercado em 2008 a terceira geração do veículo que representou um salto em qualidade construtiva, dirigibilidade e acabamento em relação aos antecessores, diz o especialista.

“Esse modelo passou a ser construído em uma versão atualizada da plataforma PQ24, que até então era utilizada no Brasil nos modelos Polo e Fox. Isso possibilitou que o Gol pudesse adotar motores de disposição transversal, com mais espaço interno. Esse modelo também foi o primeiro Gol da história a não ter opção de carroceria com duas portas”.

VW Gol G6, G7 e G8

Lançado em 2012 como linha 2013, temos o Gol G6, que é basicamente a primeira reestilização da terceira geração do modelo.

O hatch ganhou faróis e grade com traços mais retilíneos, enquanto a traseira adotou lanternas mais arredondadas e a seção central da tampa do porta-malas em alto relevo.

A marca também promoveu atualizações de calibração nos motores 1.0 e 1.6 da família EA-111. Outra novidade foi a volta da carroceria de duas portas nas versões 1.0. No ano de 2015, o G6 recebeu o motor 1.6 EA-211 na versão Rallye.

A VW redesenhou novamente a dianteira do compacto no modelo G7, lançado em 2016 como linha 2017. O para-choque recebeu maior entrada de ar inferior, enquanto os faróis ficaram mais simples, com arranjo do tipo monoparábola.

Na traseira, as lanternas ganharam novas lentes com aspecto tridimensional, enquanto a tampa do porta-malas novamente adotou vincos em baixo relevo.

“O maior destaque desta reestilização foi a cabine, com painel completamente redesenhado e opção de central multimídia com tela tátil. Na mecânica, o G7 marcou a chegada do motor 1.0 três-cilindros da família EA-211”, explica o especialista.

O Gol G8 marcou a chegada da oferta de câmbio automático de seis marchas, na linha 2019 lançada em 2018.

“Nesse modelo, do lado de dentro, além da nova alavanca de câmbio, houve mudanças pontuais em grafismos no quadro de instrumentos e nos revestimentos dos bancos. E acredito que é com esse visual que o Gol deverá sair de linha agora no final de 2022”, enfatiza.

Gol – Foto: Divulgação/Volkswagen

MAIS NA TeenPatti:

+ Auxílio caminhoneiro: não recebeu? Veja como atualizar o cadastro
+ Veja qual é o significado dos códigos de erro nos painéis dos Chevrolet
+ Yamaha lança Fazer FZ15 ABS 2023 a partir de R$ 16.990
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Comparativo: Jeep Commander vs. Caoa Chery Tiggo 8
+ Licenciamento em SP vence para grupo em agosto; veja como pagar em até 12x
+ Perdeu as primeiras parcelas do Auxílio Caminhoneiro? Veja como receber
+ Ram Classic com motor V8 de 400 cv é apresentada no Brasil
+ Licenciamento em SP: pagamento para placas 3 e 4 vence em agosto
+ Honda inicia a pré-venda do novo HR-V; confira os preços

TeenPatti Mapa do site