bwin

Em coletiva de imprensa na última terça-feira (31), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, concedeu mais detalhes de como seria o retorno dos impostos federais (PIS/Cofins) sobre os combustíveis.

A reoneração parcial da gasolina vai representar um aumento de R$ 0,47 nas bombas, e do etanol em R$ 0,02. A medida vale por quatro meses, a partir desta quarta-feira (1º). A isenção de impostos para o diesel segue até dezembro.

+ Petrobras reduz o preço de gasolina, após volta de impostos
+ Preço da gasolina sobe em SP; veja onde o combustível está mais caro
+ Gasolina e etanol ficarão mais caros a partir de março

Quanto fica o aumento para o consumidor?

No entanto, Haddad explicou que o valor para o consumidor será menor, uma vez que a Petrobras anunciou ontem uma redução nos preços da gasolina e diesel para as distribuidoras.

A companhia baixou a gasolina em R$ 0,13 por litro. Ou seja, o impacto final será de R$ 0,34.

Motivo da reoneração

“Nós estamos com o compromisso de recuperar as receitas que foram perdidas ao longo do processo eleitoral. Repito, por razões demagógicas”, afirmou.

O ministro também disse que a desoneração atende ao Banco Central, para que o mesmo considere uma queda nos juros.

Reoneração parcial

Trata-se de uma reoneração parcial até junho. O retorno integral dos impostos federais poderia representar uma alta de R$ 0,69 para a gasolina e de R$ 0,24 em relação ao etanol.

bwin Mapa do site